Notícias

Voltar
Postado em: 29/01/2018 - 12h02 | Redação

Nós vamos voltar, diz Lula

Mobilizações eclodiram em todo o País no dia 24, logo após a condenação do ex-presidente Lula, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Em São Paulo, mais de 50 mil pessoas se concentraram na Praça da República, num grande ato em defesa da democracia.

A indignação pela condenação política, e sem provas, tomada pelos juízes do TRF-4, e a disposição de luta por democracia  no País estava estampada no rosto de cada uma das pessoas que foram até a Praça da República participar do ato e se solidarizar com Lula.  

“Não quero que fiquem preocupados com o Lula. Quero que fiquem preocupados com os 210 milhões de brasileiros, sobretudo os trabalhadores que vivem de salário nesse País”, disse o ex-presidente, emocionando todos os presentes.

“Eles podem prender o Lula, mas não podem prender um sonho de liberdade, não podem prender as ideias, não podem prender a esperança”, completou, enfatizando que a ideia representada pela figura de Lula já está colocada na cabeça da sociedade brasileira.

“Eu não quero disputar com eles pela caneta deles, quero disputar com eles a consciência do povo brasileiro”, disse Lula, desafiando os três juízes do TRF-4 que ratificaram a sentença de Moro que condenou Lula, a provarem que ele é culpado.

 

*Com informações da CUT