Notícias

Voltar
Postado em: 22/06/2018 - 11h33 | Redação

Lula diz que só não será candidato se lhe tirarem a vida

O ex-presidente Lula declarou que é candidato à Presidência da República do Brasil e só não será, se lhe tirarem a vida ou rasgarem a Constituição. 

O recado foi levado pelo presidente da CUT, Vagner Freitas, que falou no painel sobre Democracia no 5º Congresso UNI Union Global, que congrega sindicatos de serviços do mundo inteiro, realizado em Liverpool, Inglaterra.

No congresso discursaram, também, a ex-presidenta Dilma Rousseff e a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf – CUT), Juvandia Moreira, que falaram sobre os retrocessos no País depois do golpe.

Em seu discurso, Vagner disse que o movimento Lula Livre não é apenas dos brasileiros, mas sim, a luta em defesa da democracia que está sendo golpeada e colocada em risco no mundo inteiro.

“No Brasil cresce o fascismo, a intolerância, a possibilidade de intervenção militar. O movimento Lula Livre mais do que falar para os brasileiros, é um grito de alerta aos trabalhadores e aos democratas do mundo inteiro para que não tenhamos retrocesso no processo de construção que estamos fazendo”.

Vagner ainda defendeu a democracia, que segundo ele é o único regime em  que os trabalhadores podem crescer.

“Somos contra o fascismo, a homofobia, o machismo e a ditadura e queremos  Lula Livre”, encerrou o dirigente.

*Com informações da CUT