Notícias

Voltar
Postado em: 08/02/2018 - 10h53 | Redação

Farmacêuticos preparam campanha salarial


Com data-base em 1º de abril, o setor farmacêutico começa a organizar a Campanha Salarial 2018. A negociação deste ano envolve apenas as cláusulas econômicas, e os sindicatos que negociam conjuntamente, sob o comando da Fetquim (Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico), já estão discutindo a pauta de reivindicações. 


Com a nova lei trabalhista aprovada desde novembro e os constantes ataques do governo Temer aos trabalhadores, a campanha deve concentrar esforços na reposição da inflação e na garantia dos direitos. “É preciso minimizar os estragos promovidos pelo governo Temer, organizar a representação nos locais de trabalho e garantir direitos”, detalha Adir Teixeira, secretário de Organização do Sindicato.


A inflação acumulada nos 12 meses referentes à negociação do setor farmacêutico, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), deve fechar em torno de 2,25%.


Setor só cresce


O setor farmacêutico mais uma vez passa ileso pela crise. Desde 2003 ele apresenta números positivos. Na comparação com 2016, as vendas cresceram em reais 11,7%, sendo que entre 2014 e 2017 o crescimento foi muito acima da inflação, 35%.


Em 2017 o faturamento foi de R$ 56,8 bilhões, e em 2014 foi de R$ 41,9 bilhões. O mercado de genéricos, também na comparação com 2016, apresentou uma evolução nas vendas de R$ 15,8%. Nos últimos quatro anos, entre 2014 e 2017, o incremento foi de 39,8%.