Notícias

Voltar
Postado em: 05/03/2018 - 16h50 | Redação

Farmacêuticos aprovam pauta de reivindicações

Reajuste de 5%, piso salaria de R$ 1.711,00,  PLR relativa a dois pisos salariais (R$ 3.422,00) e cesta básica de R$ 360,00 são os principais pontos da pauta de reivindicações do setor farmacêutico, aprovada em assembleia realizada no dia 3 de março, no Sindicato.

A inflação acumulada nos 12 meses referentes à data-base dos farmacêuticos (de abril a março) está estimada em 1,99%, segundo o INPC/IBGE (Índice Nacional de Preços ao Consumidor, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)   portanto, o índice pleiteado pelos farmacêuticos garante um ganho real de cerca de 3%.   

As negociações deste ano envolvem apenas as cláusulas econômicas, uma vez que as sociais foram renovadas por dois anos, na campanha do ano passado.

A luta pela garantia dos direitos e pela manutenção das homologações no  Sindicato também farão parte desta campanha.  “A reforma trabalhista é brutal contra nós trabalhadores e a única saída é fortalecer a nossa Convenção Coletiva e isso se faz pelo Sindicato”, explica o diretor Deusdete José das Virgens, que também integra a executiva da Fetquim (Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico).

De acordo com o dirigente, se as homologações deixarem de ser realizadas nos sindicatos os trabalhadores ficarão completamente desprotegidos.  “O Sindicato tem uma equipe de advogados que confere os documentos e as contas das empresas.   O trabalhador que não homologa no Sindicatoperde isso”, diz

A pauta de reivindicações será entregue aos patrões em 7 de março.